Qual o melhor enquadramento para empresas com sócios? / FAS group Contabilidade Consultiva

"Potencializando seu sucesso com planejamento e eficiência."

Qual o melhor enquadramento para empresas com sócios? / FAS group Contabilidade Consultiva

Existe enquadramento para empresas com sócios que seja ideal?

 

Na realidade, o enquadramento da empresa não é, de fato, o que indica se ela pode ou não ter um sócio. Isso explica o porquê até mesmo empresas pequenas, como as ME’s ou EPP’s podem ser constituídas de uma sociedade.

A grande sacada é saber se o seu caso é ou não ideal para ter um sócio. É muito comum os novos empreendedores buscarem esse tipo de parceria, mesmo quando não há necessidade.

Vale lembrar que uma sociedade é como um casamento: é preciso esforço, comprometimento e muita confiança para que dê certo. Portanto, antes de pensar em como ter um sócio, é válido analisar se ele vai realmente agregar valor para sua empresa.

Isso não significa que os sócios são ruins majoritariamente. Sabemos que as grandes companhias são formadas por esse tipo de organização - mas, é sempre bom ficar de olho nos seus passos e dá-los de maneira correta.

 

Os tipos de sociedade

 

Como explicamos, basicamente todo enquadramento para empresas com sócios é permitido. Isso significa que até mesmo uma Empresa de Pequeno Porte pode contar com essa organização societária, se assim for o desejo dos envolvimentos.

Com exceção do MEI, que deve ser formado por apenas uma pessoa, as demais empresas podem mudar o tipo de Contrato Social para Sociedade quando julgarem necessário.

Abaixo, separamos os tipos mais comuns de sociedade:

 

1- Sociedade Simples

 

A sociedade Simples é bastante comum e, como o nome diz, a mais simples de todas. Geralmente, é utilizada por profissionais liberais para prestação de serviços, como médicos, engenheiros e dentistas. Não é indicada e nem mesmo se enquadra em uma empresa comum.

 

2- Sociedade Limitada

 

A Sociedade Limitada, LTDA, é uma das mais conhecidas no país e a preferida da maioria dos empresários. Seu nome tem uma explicação: ela limita a responsabilidade dos sócios conforme seu capital na empresa.

Em linhas gerais, significa que, em caso de dívidas ou falência, o sócio só será responsável por cobrir a parcela que está dentro do seu capital, nem mais e nem menos do que isso.

Além dessa vantagem, a Sociedade Limitada é mais simples de ser aberta, pois exige menos burocracias para estar em pleno funcionamento.

Costuma ser ideal para pequenas empresas, como a ME ou a EPP, que é a Empresa de Pequeno Porte.

 

3- Sociedade Anônima

 

Também muito comum no nosso país, a Sociedade Anônima, S/A, é um tipo de sociedade bastante interessante para os sócios que desejam - em algum momento - vender suas ações para outras pessoas.

Ela leva esse nome porque os sócios não possuem a necessidade de colocar seus nomes nos contratos sociais da empresa, tornando-os anônimos e desvinculados do negócio quando quiserem se desfazer de suas partes.

Embora pareça simples, a Sociedade Anônima requer um pouco mais de burocracia e pode demorar mais tempo para sair.

 

Além das que citamos, existem outros tipos de sociedade permitidos no Brasil. Porém, as três acima costumam ser as mais comuns e simples de colocar em prática.

 

Como escolher o tipo de sociedade?

 

Se você chegou até aqui se perguntando quando o melhor enquadramento para empresas com sócios, é possível que ainda tenha muitas dúvidas em relação ao tipo de sociedade e se a sua empresa está apta a eles.

No geral, todas as empresas podem ter sócios, com exceção do MEI. O que irá mudar, na prática, é o contrato social. Ou seja, qual o tipo de sociedade inscrita nele.

Para escolher o tipo ideal, é importante procurar um contador. Mesmo que seja possível ter uma base do que esperar de cada um deles, apenas o profissional de contabilidade poderá prever o seu crescimento ou estagnação - e definir o que é mais seguro para o seu caso.

Mas, antes de escolher um sócio, leve em conta algumas dicas:

 

  • Tamanho da empresa

 

Ter uma ME ou EPP não significa que você não poderá possuir um sócio. O problema é que essa é uma relação que deve ser produtiva para o seu negócio e não apenas uma decisão baseada em questões pessoais.

Se você acha que precisa de apoio, seja por injeção de dinheiro ou mesmo por competência do seu futuro sócio, converse com o contador para definir a sociedade ideal para o tamanho da sua empresa.

Em geral, para empresas menos, a LTDA costuma ser mais indicada. Porém, isso irá depender de inúmeros fatores para se mostrar ideal.

 

  • Relação com o sócio

 

Outro ponto que já falamos acima é sobre sua relação com o sócio. Ao invés de se focar apenas nas questões pessoais, é importante ter em mente que essa será a pessoa responsável por te acompanhar na trajetória profissional.

Por isso, deve se tratar de alguém que você confia no trabalho - especialmente em relação a competência. Outro ponto importante é observar se suas personalidades profissionais combinam: ambos devem ser diferentes e complementares para que o processo funcione por muito tempo.

 

Embora não exista uma resposta certa para qual o melhor enquadramento para empresas com sócios, o contador será capaz de te ajudar e encontrar a melhor opção para o seu negócio!

 

Gostou das nossas dicas de hoje? Compartilhe nas redes sociais!

 

QUER SABER MAIS NOTÍCIAS?

A FAS group envia periodicamente newsletters e informativos com notícias do mundo financeiro, contábil e empresarial.

© 2019 - Desenvolvido por TBr Web